FAQ: Você teria algum documento sobre como ajustar a linha nodal em boosters ultrassônicos? Será interessante para mim entender esse ponto para que eu possa resolver problemas de sobreaquecimento. Sr. C.Y.

Se a linha nodal estiver fora, o Qm e a eficiência caem muito com a fixação do booster na máquina.

O booster ou transformador acústico é um dos dois pontos de fixação do conjunto acústico e seu núcleo deve vibrar livremente sem a interferência dos O-rings do anel de montagem. Caso contrário, ocorrerão perdas e aquecimento. Assim como o conversor, o booster tem uma linha nodal que deve coincidir com o flange dos O-rings conforme mostrado abaixo.

A linha nodal é a região onde a amplitude de vibração é zero; fazendo uma analogia automotiva, o ponto nodal é o centro da roda. Assim como você não pode conectar um eixo a uma roda fora do centro, você não pode segurar fixar um conversor fora da linha nodal. Na imagem, a linha nodal do booster está ilustrada em vermelho coincidindo com o anel de suporte. Nota: desenho adaptado da patente US 4.647.336.

Para fabricar boosters, é essencial manter as mesmas dimensões, perfil e profundidade dos furos. Qualquer pequena mudança afeta a posição da linha nodal.

A linha nodal é a região acústica central do booster, mas não coincide necessariamente com a metade do comprimento. Para garantir que o flange dos O'rings e a linha nodal coincidam, sugerimos que você fabrique 05 boosters variando a posição do flange para encontrar a posição ótima (todas as outras dimensões devem ser exatamente as mesmas). Essas variações podem ser -1,0 mm, -0,5 mm, nominal, +0,5 mm +1,0 mm. Para julgar qual funciona melhor, basta medir o fator de qualidade mecânico (Qm) do booster com e sem o anel de montagem; quanto menor a variação Qm, melhor a coincidência da linha nodal com o flange e melhor o booster. Para medir o Qm, empregue o Analisador TRZ.

Aprenda mais sobre a sintonia de sonotrodos e o teste de conjuntos acústicos.